quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Depoimentos

Este link é reservado para você deixar seus elogios, sugestões, comentários e o que quiser. Pode falar a respeito do blog, das minhas aulas, do método ou de si mesmo. Se sabe falar inglês ou não, como aprendeu e, se tiver, deixe dicas. Expresse suas dificuldade e vitórias. Enfim, este espaço é seu. Clique em "Postar um Comentário" abaixo e ENJOY IT!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Fotos


Os EUA são um país muito conhecido de nós brasileiros, mas apesar de tudo o que vemos na mídia, quero deixar um pouco da impressão que tive de tudo o que vi lá.



Eles são um povo bastante patriotas, é difícil não ver uma bandeira dos EUA em algum lugar. Algumas são enormes e outras até criativas, como esta. Aliás, para quem não sabe, cada estrela representa um estado (50) e cada listra uma das antigas colônias (13).




No inverno é bem frio. Neste estado em que estive, Maine, as vezes faz menos de -15 oC. O seu freezer não chega a isso.




MENOS 15 !!!!!


Mas até que é divertido brincar na neve, mas acreditem, não dá pra fazer isso por muito tempo...


Eu não sei se papai noel existe, mas que eu vi a árvore dele, eu vi.


Nem tudo é diversão, é preciso limpar a neve sempre que tem uma tempestade. Os carros patinam a doidado e é difícil encontrar pessoas nas rua, o que acaba fazendo as pessoas se isolarem um pouco.



Mas é claro que há diversão, quem não conhece esse ratinho divertido?



E o meu conselho é: não deixem de ir com seus filhos na Disney. Com certeza será um momento de boas lembranças. Tente ter esses momentos com sua família.



E aproveite para ir na Universal também. Te fará ter saudades dos filmes, ou melhor se sentir dentro de um filme.



A Broadway, na Times Square, em New York, é simplesmente brilhante. Principalmente a noite.


Os prédios em NY são gigantescos, e não é só um, é um do lado do outro, a maioria tem em média 60 andares. Este, The Empire State, tem 100. É difícil o sol conseguir atingir as ruas.


Aliás, tudo lá é exagerado, até as batatinhas. Se você acha que o refrigerante de 3L é tamanho família, é porque não viu os galões de 5L de leite, nem os copos de café de 700ml. E ainda acham que as coisas são grandes lá em Itu.


A tecnlogia também é fantástica, o que achamos sensacional no Brasil é comum nos EUA.


But even so, this is the best place.


So, come to learn here!

5ª Regra: Repetição


O mato cresce depressa em caminhos pouco percorridos.
(Provérbio Escandinavo)



Olá, mais uma vez quero repetir que é muito bom estar compartilhando essas regras com você.

Por acaso tem algo que você sabia fazer e esqueceu? E por que esqueceu? Porque não cumpriu a quinta regra.

5ª Regra: Repetição



Se você já praticou algum esporte e parou, tenho certeza que se fez isso, hoje não é tão bom quanto era. Você já tocou algum instrumento e parou? Se o fez, hoje não tocará como tocava. O mesmo com as matérias escolares que você não praticou mais. É natural, o que não repetimos, esquecemos.

Nosso cérebro funciona como um grande armazém de informações, as mais utilizadas são colocadas na frente e as menos utilizadas são deixadas para trás, assim, caso precisemos de algo que está lá no fundo teremos que andar um pouco mais, remexer nas coisas procurando, tirar o pó e depois conseguiremos usá-la. Enquanto a que está na frente é só pegar e usar. O processo de repetição significa manter o que é mais importante sempre na frente. Assim você não precisa passar longas horas treinando, apenas precisa deixá-lo na frente, ou seja, usar um pouquinho e deixar na frente, usar um pouquinho e deixar na frente. Isso significa ter contato com a língua inglesa todos os dias, pelo menos um pouco. Isso é o processo de repetição. Mas não estou dizendo aquela repetição alienada de apertar parafusos do fordismo, digo a repetição de ter contato com o idioma. Você já percebeu que as pessoas voltam a conversar sobre os mesmos assuntos várias vezes? Futebol, música, sexo oposto, trabalho etc, e parecem não se cansar. Esses assuntos estão sempre frescos na memória. Com o idioma deve ser a mesma coisa. Tente fazer as coisas que normalmente faz, mas agora em inglês. Troque a configuração do seu celular para o idioma inglês, troque também a configuração do seu e-mail, orkut, programas de computador e assim vai. Quantas pessoas não aprendem inglês jogando vídeo game? E não fuja do inglês. Quando vir uma frase, não fuja dela, tente entendê-la. Pergunte para quem estiver perto e se ninguém souber anote-a para descobrir depois. Utilize o seu dia-a-dia para aprender. Conforme seu nível for aumentando e essas coisas forem ficando fáceis vá substituindo o que você faz em português e passe a fazer o mesmo em inglês; os livros que lê, os filmes que vê etc. Até aqueles momentos em que você conversa sozinho sabe? Pois é. Converse sozinho em inglês!

Então vai lá, não perca tempo, substitua as configurações que falei acima e aprenda o significado das ferramentas mais importantes para você.

Um forte abraço,
See you,

ah, essa é a quinta regra postada. A sexta e a sétima estão comigo. Se você chegou até aqui e cumpriu todas as instruções que eu deixei no fim de cada regra e deseja receber a sexta e a sétima regras me mande um e-mail (inglesindependente@gmail.com) dizendo que cumpriu as 5 regras e quer receber as outras duas. Caso tenha deixado alguma para trás volte e cumpra antes de me manda o e-mail.

hugs again.
FS Costa

O que achou da postagem?
5 - excelente, 4 - bom, 3 - regular, 2 - ruim, 1 - péssima.
Deixe seu comentário e concocorra a um curso online.

O vencedor do mês de abril postou seu comentário no link depoimentos. Acho que você vai gostar se ler.

4ª Regra: Utilize todos os sentidos juntos


Os cinco sentidos são os guias da alma.
(Leonardo da Vinci)

Olá, que bom vê-lo de novo, quero dizer, escrever de novo para você.

Neste momento você está captando essa mensagem utilizando a visão, mas ao mesmo tempo pode estar captando outras mensagens ao seu redor através da audição, do olfato, do tato ou talvez até do paladar se estiver com um suco do lado. Todos os seus sentidos estão trabalhando para perceber o que está ao seu redor. Na realidade, tudo o que aprendemos entra pelos nossos sentidos.

4ª Regra: Utilize todos os sentidos juntos



Imagine uma estátua no centro da cidade. Ela não tem nenhum sentido. De repente ela adquire o sentido do olfato e passa uma mulher carregando flores, ela sente o cheiro das flores. Depois passa um homem carregando espetinho e ela sente o cheiro dos espetinhos e começa a perceber diferenças. Depois passa um caminhão de lixo e ela faz comparações, sendo um agradável, outro mais forte e assim vai. De repente ela adquire o sentido da audição. Quando passa a mulher carregando flores ela sente o cheiro, mas não ouve nada. Quando passa o homem carregando espetinhos ela ouve “olha o espetinho, olha o espetinho!”. Quando passa o caminhão ela escuta “vruuuummmm” e assim vai. Depois ela adquire o sentido da visão e começa a perceber que de dia há muita luz, há muito movimento, muito barulho, cheiro... de noite há pouca luz, pouco movimento, silêncio... É através dos sentidos que o mundo é percebido e é através deles que nós vamos aprender.

Já aconteceu com você de sentir um cheiro e lembrar de alguém? Ou ouvir uma música e lembrar de uma situação? Pois bem, os sentidos se interagem, associando as coisas. Por isso, quanto mais sentidos você utilizar no seu aprendizado, melhor será. Há pessoas que são visuais, ou seja, aprendem mais vendo. Outras são auditivas, aprendem mais ouvindo. E outras são sensitivas, aprendem mais mexendo nas coisas. Você deve descobrir qual é o seu melhor sentido e aplicá-lo mais, mas a interação de todos sempre será melhor.

Experimente ouvir, ler, escrever e falar sempre que estiver estudando, seja filmes, livros, músicas, entrevistas etc. E depois de conseguir fazer tudo junto separe os sentidos, e tente fazer cada coisa isolada para desenvolver cada sentido isoladamente. Ou seja, só ler, só ouvir, só escrever, só falar.

Você lembra quais foram as quatro regras que ensinei até agora? Escreva-as num papel, pronuncie em voz alta e conte-as para alguém. Você nunca mais irá esquecê-las.

Um grande abraço,
Até amanhã,
FS Costa

O que achou da postagem?
5 - excelente, 4 - bom, 3 - regular, 2 - ruim, 1 - péssima.
Deixe seu comentário e concocorra a um curso online.

3ª Regra: Compartilhe o que aprender


Chega-te aos bons, serás um deles,
chega-te aos maus serás pior do que eles.
(Sabedoria Popular)

E ae, animado para aprender inglês?

Pesquisas mostram que as pessoas aprendem muito mais quando estão animadas e empolgadas e de maneira espontânea do que quando estão aborrecidas, frustradas, desmotivadas ou são forçadas a aprender. E você já percebeu que as pessoas gostam de comentar sobre coisas que as deixam felizes? Pois bem, se você estiver feliz ao aprender inglês naturalmente vai querer comentar com seus amigos o que está aprendendo.

3ª Regra: Compartilhe o que aprender



Fica mais fácil entendermos esse princípio se observarmos pessoas que aprenderam algum instrumento, por exemplo, o violão. Você já notou que existem muitas pessoas que aprenderam violão sozinhas? E normalmente são essas as pessoas que se sentam nas rodas e tocam para os grupos de amigos. As pessoas que aprendem em conservatório são mais formais, e suas apresentações costumam ser em concertos. Muitos amigos ficam observando ele tocar e começam a aprender também, e assim, um motiva o outro.

Você já observou também que os melhores alunos da classe sempre são requisitados para ensinar os outros colegas? E ao ensinar ele aprende ainda mais, pois nesse momento ele descobre quais são suas próprias dúvidas e aquilo que ele não sabe.

“Se uma pessoa não consegue ensinar de maneira que uma criança entenda, é porque ela não sabe” (Albert Einstein)

Uma vez participei de um congresso em uma universidade pública e os alunos contaram que haviam protestado contra as aulas de uma professora e boicotaram-na fazendo aulas paralelas, na grama da faculdade, no mesmo horário. Cada aluno ficou responsável por aprender e ensinar uma parte de cada capítulo. Contaram que todos os alunos foram aprovados e aprenderam muito mais do que aprendiam com as aulas. Apesar dessa prática de boicotar aulas não ser tão comum, é bastante comum os alunos de faculdades públicas se reunirem para estudar. Acredito que essa seja a grande vantagem das universidades públicas, os alunos aprendem não somente com os professores, mas uns com os outros.

Aplicando isso ao seu aprendizado de inglês, encontre alguém para conversar sobre o que está aprendendo, o ideal seria montar um grupo de estudo, mas se não for possível tente comentar o que está aprendendo, conte como está sendo divertido desvendar essa nova língua, dê aulas para seu irmão mais novo ou conte para os pais durante o almoço. Não importa, apenas compartilhe o que está aprendendo. Talvez vocês já tenham ouvido algum professor dizer “eu aprendo mais com vocês do que vocês comigo”. É a pura verdade.

Agora pense em cinco pessoas que moram próximas de você. Podem ser familiares ou amigos. E depois pense em cinco pessoas que trabalham ou estudam com você. Mande um e-mail para eles com a seguinte mensagem:

Oi (nome do seu amigo),
Conheci um site que dá boas dicas para aprender inglês, estou gostando bastante. Se você também quiser aprender inglês entre lá.
O link é

www.inglesindependente.blogspot.com

Até mais,
Abraços,
(Seu nome).

Se ele tiver o desejo ele vai entrar no site, e se gostar vai começar a ler as regras. Então quando ele chegar nessa terceira regra vai entender porque você o convidou e ficará mais fácil para vocês compartilharem um com o outro que estiverem aprendendo.

Lembre-se que tudo o que você dá volta para você, seja bom ou ruim. Se você der um sorriso para alguém, ele te sorrirá de volta, se você o xingar, ele te xingará de volta. Se você compartilhar o que você está aprendendo em inglês, ele compartilhará com você o que ele está aprendendo. Se você contar para ele sobre este site, ele te contará sobre outros, e assim vocês continuarão a aprender juntos.

Caso você já tenha sido convidado por alguém que te indicou este site, além de enviar essa mensagem para seus amigos entre em contato com aquele que enviou o link e combinem alguma coisa, compartilhem algo. Pode convidar mais do que esses dez que eu indiquei, quanto mais amigos você tiver que fala inglês, mais fácil será para você aprender a falar inglês. “Nenhum de nós é melhor do que todos nós juntos”.

Um grande abraço,
Até amanhã,
FS Costa

O que achou da postagem?
5 - excelente, 4 - bom, 3 - regular, 2 - ruim, 1 - péssima.
Deixe seu comentário e concocorra a um curso online.

2ª Regra: Foque no seu motivo


Obstáculo são aquelas coisas assustadoras que vemos quando afastamos os olhos do alvo.
(Hanah More)



Oi, parabéns por ter voltado, isso mostra sua determinação.

Que bom poder compartilhar com você a segunda regra para ajudá-lo a ser independente no seu aprendizado de inglês. Você pensou sobre seu motivo ontem?

Para entender inglês duas coisas são fundamentais:
1) Conhecer o vocabulário
2) Entender a construção das frases.

Sem saber o significa da palavra não há como entender o que se está dizendo, não tem jeito. Mesmo em português, se você não é advogado e vai conversar com um querendo utilizar os termos técnicos sem conhecê-los, não vai conseguir. Há uma pesquisa que diz que se uma pessoa souber 3000 palavras de um idioma ela já consegue se comunicar sem grandes problemas. Porém qual é a palavra mais útil, “comida” ou “oligopólio”? Talvez para você seja comida, mas para um político talvez oligopólio seja igualmente importante, ou até mais. Por isso você tem que aprender as 3000 palavras que serão mais úteis para você. Há uma outra pesquisa muito interessante feita com mais de 1600 livros, que identificou a quantidade de vezes que uma palavra se repete. Descobriu-se que se uma pessoa souber as 250 palavras que aparecem com mais frequencia, é possível compreender 60% dos textos. Pois bem, eu tenho não só essas, mas também as 700 palavras mais frequentes. E se desejar você receberá elas mais a frente.

Entender construção de frases é o que as escolas mais tentam ensinar através das regrinhas de gramática, porém isso não vai te fazer pensar em inglês, mas vai te fazer pensar no inglês. As construções de frases virão naturalmente à medida que você for aprendendo os vocabulários de seu interesse se estiver focando no seu motivo.

2ª Regra: Foque no seu motivo




Primeiramente entenda que ter um motivo é diferente de focar no seu motivo. Por exemplo, uma pessoa é pesquisadora e quer aprender inglês para ler as pesquisas internacionais. Esse é o motivo dela, mas o que ela faz para aprender inglês é ver as aulinhas de gramática que ensinam o verbo To Be várias vezes. Fazendo isso ela não estará focando no motivo dela. Como ela deve aprender então? Primeiro ela deveria conseguir uma pesquisa em inglês que também tenha sido traduzida para o português, e ter esses dois materiais. Depois ela deveria ler em português para entender do que se trata a pesquisa e só então tentar ler em inglês a mesma pesquisa, e ir comparando a tradução, dessa maneira ela estará aprendendo o vocabulário específico que será útil para ela nos próximos textos, além disso, ela estará aprendendo como as frases são construídas para expressar o tipo de pensamento que ela tem interesse. E não será chato, pois é o motivo pelo qual ela está aprendendo. O mesmo pode ser feito com músicas, filmes, outros textos de assuntos diferentes, mas foque no seu motivo. Perceba que eu não disse para você não estudar outras coisas ou outros assuntos, apenas disse para você focar no assunto que te motiva. Isso significa passar mais de 50% do tempo dedicado ao inglês nesse tipo de atividade, mas também é importante conhecer outros assuntos, principalmente coisas do cotidiano. Se você não tiver um motivo tão específico como o citado aqui pode focar em qualquer assunto que seja de seu interesse, como esportes, artes, negócios... uma boa dica seria reler livros que você já leu em português, mas agora em inglês, ou rever filmes que já assistiu, ouvir músicas que gosta etc, pois se você já fez e gostou é bem provável que seja o tipo de assunto que você costuma conversar e o tipo de vocabulário que seja o mais importante para você. Como operacionalizar essa maneira de estudo eu ensinarei mais à frente. Por enquanto pense como você fará para focar no seu motivo.

Grande Abraço,
FS Costa

O que achou da postagem?
5 - excelente, 4 - bom, 3 - regular, 2 - ruim, 1 - péssima.
Deixe seu comentário e concocorra a um curso online.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

1ª Regra: Tenha um Motivo Claro

A força não provém da capacidade física
e sim de uma vontade indomável.
(Mahatma Gandhi)

Seja Bem-vindo!!!

É um prazer poder compartilhar essas regras que descobri, o método Self English. Primeiramente, Parabéns por você ter decidido aprender inglês e não somente fazer aulinhas, se você está aceitando o desafio de testar sua disciplina é porque provavelmente já está cumprindo a primeira regra. Está preparado para aprender? Lembre-se de ler apenas uma regra por dia, e cumprir as instruções.

1ª Regra: Tenha um Motivo Claro


A palavra motivo tem a mesma raiz da palavra motor, ou seja, é aquilo que move. Sem o motor o carro não consegueria andar, a não ser que fosse empurrado. Sem o motivo o aprendiz não aprende, a não ser que seja empurrado. Empurrado pelos pais, pelos professores, pela sociedade... A primeira coisa que os autodidatas possuem é um motivo para aprender. E cada um tem um motivo diferente. Os motivos podem ser simples, pode ser ter o prazer de entender sua banda favorita, ler os originais das obras de um autor que você admira, ter o orgulho de dizer que aprendeu ou buscar uma remuneração mais alta. Não importa o motivo, mas você tem que tê-lo, porque se o que te move é alguém te empurrando, quando ele parar de te empurrar, você para de aprender.

Se você não tem um motivo, então tenha a coragem de dizer “Eu não quero aprender!”. E pelo menos você não ficará frustrado, mas se você quer aprender tenha um motivo claro.

Como você está aceitando o desafio de testar sua disciplina e só faria isso se tivesse o desejo de aprender, então você já está cumprindo essa primeira regra. O seu desejo, mesmo inconsciente, está te movendo a buscar formas de aprender, e é por isso que você está aqui. Mas vamos transformar isso em algo consciente.

Então pare e pense agora. Por quê você quer aprender inglês?

Escreva suas principais razões, pois podem ser mais de uma.

Depois de escrevê-los passe o dia ponderando sobre o seu motivo, amanhã te mostrarei a próxima regra. Você não vai desistir, vai? Então até amanhã!

Um abraço,
FS Costa

O que achou da postagem?
5 - excelente, 4 - bom, 3 - regular, 2 - ruim, 1 - péssima.
Deixe seu comentário e concocorra a um curso online.

Curso Online

Este curso é destinado a pessoas que querem aprender inglês como os autodidatas, mas infelizmente não moram em Ribeirão Preto, ou não tem condições de pagar o curso presencial.
Nele você receberá diversas instruções e treinos sobre como utilizar tudo a sua volta para aprender inglês.
O curso é acessado pelos interessados através um outro blog de área restrita.
Se estiver interessado basta me enviar um e-mail dizendo que quer fazer o curso online.

Confira algumas das regras que os autodidatas usam.
Ao lado coloquei 5 delas. Leia apenas uma regra por dia e siga as instruções de cada uma delas.
Parece fácil, mas não é. É preciso vencer a curiosidade de ler todas as regras de uma só vez, vencer o desânimo seguindo as instruções que eu deixei lá e ser perseverante para não desistir no caminho.
Agora se você conseguir, parabéns!
Envie um e-mail para mim (inglesindependente@gmail.com) dizendo que conseguiu.
Então eu enviarei para você a regra 6 e 7.

Abaços,
FS Costa

Curso Presencial

Este curso contém 48 aulas de 45 minutos cada. E pode ser feito nas modalidades semestral, semi-intensivo e intensivo.
Ele ensinará técnicas usadas por autodidatas para aprender a compreender livros, músicas, filmes, entrevistas e tudo o que você encontra na vida real.
O Material está incluso e contém uma apostila com textos, explicações gramaticais, áudios e 2 programas de computador.
No curso presencial 100% dos alunos declararam estar satisfeito, sendo que 67% declararam estar muito satisfeito.
Local:
R. Albert Einstein, 121 apt. 21 - Jardim Antártica - Ribeirão Preto - SP.

Há também a opção de fazer em domicílio.
Contato:
nome: Felipe
fone: (16) 30249559 / (16) 88134427
Ver Mapa no link:

http://www.amarillasinternet.com/anuncioMapa.asp?id=297244

Modalidades

Semestral
O curso dura 6 meses, com um encontro semanal de 1,5 horas.

Semi-Intesivo
O curso dura 3 meses, com 2 econtros semanais de 1,5 horas.

Intensivo
O curso dura 2 meses, com 3 encontros semanais de 1,5 horas.

Horários

Os horários são flexíveis e de acordo com a disponibilidade dos alunos.

Preço

O preço varia de acordo com o tamanho da turma, da modalidade e da forma de pagamento.
Agende uma aula grautita para conhecer o método.
Agende contatando um de nossos professores.

Para mais dúvidas estou à disposição, 
Abraços,
Felipe Costa

Contate um dos Nossos Professores Independentes

Campinas

Anna Bertani
annaclbertani@gmail.com
(19) 9217-7878
Bairro Castelo

Gustavo R. Sobral
gustavosenglish@gmail.com
(19) 8201-1875
Bairro Chapadão

Jonas Ferreira da Silva
jonas.sud@gmail.com
(19) 9791-3123
Bairro Vila Industrial

Ribeirão Preto

Amanda Henriques Cavalheiro
amanda-ahc@hotmail.com
(16) 8806-4864

Felipe Santana da Costa
inglesindependente@gmail.com
(16) 8813-4427
Bairro Monte Alegre

Natália Meireles Santos
natimsantos@yahoo.com
(16) 8814-4517
Bairro Jardim Antártica